O vice-chefe do Politburo do Hamas, Musa Abu Marzuk, criticou o presidente RAAM Mansur Abbas por sua participação na adoção do orçamento israelense Para 2021-2022.

“O orçamento é uma continuação do confisco de nossas terras, da construção de assentamentos e do cerco de Gaza”, disse Marzuk.

Segundo ele, para lidar com “a ocupação”, é preciso “lutar, não coexistir”.

Deixe uma resposta